Gaming for europe: jovens escolhem anti-racismo 

Gaming for europe: jovens escolhem anti-racismo 

Os projetos-piloto têm permitido lançar boas sementes: 2020 terminou com uma investigação-ação sobre ‘Como usar os jogos online para trabalhar valores e direitos com os jovens europeus?’

Juntamo-nos à GEF - Fundação Europeia dos Verdes, com o apoio da Fundação Bosch e da Biblioteca de Marvila. 

Cumprindo as regras de segurança da DGS conseguimos realizar em presença o workshop nacional que juntou jovens de Lisboa e arredores com uma ‘developer’, um programador e um gestor de comunidades de jogos, uma ‘youth worker’ e as facilitadoras da 4Change Cidadania. O resultado superou todas as expectativas: os jovens envolveram-se a fundo no tema direitos fundamentais e direitos humanos contrariando quem acredita que os jovens ‘são desligados’ e ‘não participam’. Refletiram a fundo sobre o que move os seus pares, o que é mais atrativo nos jogos online e em que valores acreditam e querem ver defendidos por esta União Europeia.

O grupo de jovens escolheu o valor que mais prezam e com o qual desenharam um jogo para enviar mensagens aos colegas e comunidades escolares: o anti-racismo. E com a ajuda da ‘developer’ Ana Mota construíram todo o conceito e mecânica para um jogo online que contrarie o racismo subtil que sentem à nossa volta. Agora só falta encontrar fundos para tornar este jogo uma realidade!