Impacto social: e as pequenas organizações?

Impacto social: e as pequenas organizações?

A pandemia mostrou-nos a importância de assegurar a nossa capacidade de resposta, adaptação e real impacto na ação social - os desafios imediatos de comunidades e pessoas confinadas precisaram de ação rápida. Uma caixa de ferramentas foi lançada bem como formação inicial disponibilizada para as pequenas organizações.

Um dos maiores desafios para a equipa da 4Change sempre foi partilhar recursos, simplificar e adequar soluções para as pequenas (e micro!) organizações da área social. Na Caixa de ferramentas Gestão de Impacto Social para pequenas organizações encontram-se métricas testadas e acessíveis, consoante as necessidades das organizações - gestão de impacto social para todos!

Durante Fevereiro convidámos as pequenas e média organizações e as instituições dos territórios onde atuamos (Ajuda - Vale de Alcântara - Lisboa) a parar durante hora e meia o seu teletrabalho e vir partilhar, pensar ou até aprender o que é isto de avaliar o impacto social. Por isso é essencial reconhecer, saber medir e mostrar o impacto social das organizações da sociedade civil e instituições de ação social para garantir maior eficácia mas também sustentabilidade face aos financiadores como prestar contas aos cidadãos em geral.

Ainda em Fevereiro debatemos com os parceiros do projecto da Fundação Bosch, Făgăraș Research Institute e Cromo Foundation - e foi traçada uma perspectiva sobre o impacto da pandemia na sociedade civil europeia com Daniel Sorrosal da Crédal/ Febea. A grande questão é sempre: como podem as pequenas organizações provar o impacto da resposta aos desafios do Covid-19?